Edição Sobre Ontens 2019/2

A Revista recebe artigos em fluxo contínuo.
Você pode enviar seu texto para análise ao longo de todo o ano!
Veja aqui como publicar.


Cibeli Grochoski

Resumo: Este artigo apresenta e discute os espaços de sociabilidade construídos e frequentados pela dita elite iratiense durante a década de 1960. Irati apesar de ser município pequeno era muito badalado, conhecido por seu clube de festas famoso “Clube do Comércio”, e pelo cinema “Cine Theatro Central”, que foi um dos primeiros do país. Nessa pesquisa além das pesquisas bibliográficas foi utilizada a metodologia da História Oral como fonte.
Palavras-Chave: Espaços de sociabilidade. Irati. Década de 1960. História Oral.

Jéfferson Balbino

Resumo: A História é uma ciência que têm como missão estudar toda a atividade humana ao longo do tempo. Partindo-se de tal pressuposto percebemos como a História enquanto ciência evoluiu. Ainda, fica perceptível as evoluções e questões ocorridas e concernentes no campo do ofício do historiador. Sendo assim, o presente artigo objetiva-se em discutir acerca do avanço da História enquanto ciência e o papel que foi imposto e/ou exercido pelo historiador à face do desenvolvimento dos estudos historiográficos. Para alcançar tal intento recorreremos a uma gama de estudiosos tais como: Maurice Halbwachs (1990), Eric Hobsbawm (1998), Marc Bloch (2002), Peter Burke (2011) e Antoine Prost (2012).
Palavras-chave: História; Evolução; Historiografia.

Leonardo Paiva Monte
Lilian Bento

Resumo: Este artigo pretende propor uma reflexão acerca das possibilidades de formatos pelos quais o conhecimento histórico é divulgado. Nestes termos, tratou-se de analisar uma historiografia transformada em história em quadrinhos. Como exemplo disto, considerou-se a obra “D. João Carioca”, publicada em 2007, trabalho em conjunto da historiadora Lilia Schwarcz e do ilustrador João Spacca. Buscou-se compreender como a narrativa histórica se coaduna com as imagens sequenciais em um formato de quadrinhos. Posto isto, destacaram-se algumas propriedades que caracterizam as histórias em quadrinhos e como são aplicadas à historiografia.
Palavras-chave: Historiografia; História em quadrinhos; Narrativa.

Mayara Aparecida Machado Balestro dos Santos
João Elter Borges Miranda

Resumo: Nos últimos anos temos acompanhado o avanço do pensamento da chamada “Nova Direita”, sendo algumas das manifestações desse reacionarismo o discurso de ódio sobre minorias, mulheres, movimentos sociais e sindicatos; a exaltação do mercado como espaço de realização das liberdades; a perseguição de professoras e professores e à liberdade de cátedra. Em tempos difíceis como o nosso, é mister a reflexão a respeito desse “refluxo” reacionário. No presente trabalho abordaremos o aparelho privado de hegemonia (exemplo disso são partidos, igrejas, jornais, revistas, sites na internet, ONGs) chamado Brasil Paralelo que produz uma série de documentários com o objetivo de constituir uma nova visão da história. Em nosso entender, a luta perpetrada pelo Brasil Paralelo pela hegemonia do que deve e não deve ser “educativo”, “ensinado” a respeito da história passada e presente, está relacionada a perpetração de um revisionismo histórico e também a uma atuação decisiva no âmbito ampliado do Estado, na medida em que se trata de uma estratégia de organização e ação orgânica de classe que culminou no golpe de 2016 e em seus desdobramentos atuais. Brasil Paralelo representa, neste sentido, a defesa de ideias autoritárias e de mudança de regras democráticas, procurando difundi-las no poder político.
Palavras-Chave: Brasil Paralelo; Nova Direita; Revisionismo.

Giovanni Fernandes Abreu de Oliveira
Wesley dos Santos Lima

Resumo: O presente artigo que se estrutura em forma de ensaio crítico, busca analisar três obras de autores consagrados no campo da Historia Medieval. Perpassando por Jean-Claude Schimtt, Witold Kula e Henri Pirenne, buscamos trazer nesta abordagem textual um apanhado de informações que apresenta um recorte curioso dos textos encontrados nas obras desses autores.  Destarte, a discussão em questão tece comentários que transcorrem entre o imaginário, a produção simbólica, a formação das cidades e a estrutura econômica destas.
Palavras-chaves: Medievo, Economia, Cidades.

Audrey Franciny Barbosa

Resumo: O presente artigo buscou analisar uma pequena parte da produção fotográfica de João Baptista Groff, partindo da perspectiva que o mesmo pode ser analisado enquanto uma figura da intelectualidade paranaense do início do século XX e cuja obra fotográfica foi potencial para a discussão da dimensão visual e das relações culturais do período em que foi produzida. Para tal, teve como objetivos: ressaltar de que maneira JB Groff pode ser entendido como uma figura intelectual; propor quais os motivos inserem a obra fotográfica de JB Groff no campo da produção intelectual; e compreender alguns dos aspectos que permeavam a produção visual de Groff – seus imperativos de produção, estética, consumo e circulação – e indícios do seu círculo cultural. Diante disso, a discussão pautou-se, sobretudo, nos estudos de Leclerc (2004) e Silva (2002) acerca da História Intelectual e dos intelectuais; Essus (2016), Kossoy (2014) e Rouille (2009) no que se refere aos usos e estatutos da fotografia; e Vieira (1998) e Galiginiana (2016) para as discussões relacionadas a figura de JB Groff.
Palavras-Chave: História Intelectual; Cultura visual; Fotógrafo-Intelectual; Representações visuais.

Isaias Holowate  

Resumo: O presente artigo investiga as representações discursivas sobre a situação sanitária de Ponta Grossa, no Paraná, publicadas no jornal Diário dos Campos, da referida cidade, entre os anos de 1908 e 1917. Para isso, busca levantar os desafios sanitários, os olhares e possibilidades aventadas pelos colaboradores do Diário dos Campos em relação a essa sociedade em transformação. Dessa forma, busca-se perceber no posicionamento dessa parte da população local, quais eram as suas representações sobre saúde e doença, seus temores em relação às endemias e epidemias e suas estratégias de combate a esses desafios sociais.
Palavras-Chave: Representações; Saúde; Sociedade.

Bruno José Yashinishi

Resumo: O presente artigo elucida a relação entre Cinema e História refletindo sobre as possibilidades de se tratar as narrativas cinematográficas como narrativas históricas. O objetivo principal é demonstrar que um filme pode ser tomado como fonte e objeto da História e sua narrativa pode ser tratada como uma narrativa histórica, ao passo que a linguagem cinematográfica pode organizar a consciência histórica. Os métodos adotados nessa pesquisa correspondem a revisões bibliográficas que tratam da relação entre o Cinema e a História, das narrativas históricas e cinematográficas e de suas possíveis aproximações. Este texto objetiva traçar possibilidades de se compreender a linguagem do cinema como discurso e representação que produza conhecimento histórico e intervenha no processo de ensino/aprendizagem da História, bem como novos sentidos à própria consciência histórica. Pretende-se também encarar as dificuldades e resistências quanto ao uso das fontes audiovisuais pelo historiador, oferecendo possibilidades teórico-metodológicas no ofício de fazer e compreender a História.
Palavras-chave: Cinema-História.  Ensino de História. Consciência histórica.

Leandro Braz da Costa

RESUMO: Este ensaio aborda um dos principais problemas inerente ao historiador-biógrafo no que tange às relações entre indivíduo e contextos históricos. Nesse sentido, procura apresentar, brevemente, possibilidades de abordagens teóricas que visam contribuir para o desenvolvimento de construções cognitivas da história por meio do protagonismo das trajetórias individuais, com enfoque em perspectivas relacionadas às memórias e as identidades. 
Palavras-chave: Biografia, memórias, identidades.

Estevam Henrique dos Santos Machado
Jéssica Santos da Silva
Mesaque Noronha da Silva do Nascimento

Resumo: O presente artigo tem o objetivo identificar os dados acerca da organização financeira da educação do Seminário de Olinda, instituição religiosa que teve sua atuação no século XIX. Para tais fins, foi realizada uma pesquisa qualitativa do tipo bibliográfica, por meio de produções que foram realizadas sobre a instituição, e documental, a partir dos Estatutos do Seminário Episcopal de Nossa Senhora da Graça da Cidade de Olinda, 1798, analisando- a organização e estrutura do Seminário.
Palavras-chave: Seminário de Olinda. Recursos Financeiros. História da Educação. Pernambuco

Fabiano Pio da Silva

Resumo: O presente trabalho faz referência às relações entre o Candomblé e o dinheiro no universo dos Barracões ou Terreiros, bem como a relação entre aqueles que integram o seio de uma família de santo, sejam estes pai ou mãe de santo e seus respectivos filhos. Assim sendo, foi colhida uma entrevista com uma senhora de 65 anos de idade que foi iniciada aos 18 anos por motivos de saúde e, desde então, ela, assim como a maioria dos adeptos da religião, se viu em situações as quais a fizeram caminhar por uma jornada de sacrifícios pessoais, negociando com patrões, a fim de ter condições financeiras para cumprir com suas etapas dentro do mundo do Candomblé.
Palavras chave: Candomblé, dinheiro, fé.

Fernanda Loch

Resumo: O presente artigo tem por objetivo analisar, com base nos pressupostos da história de gênero, e da historiografia sobre a maternidade e o amor materno, a obra “Livro das Mães”. O livro escrito pelo médico Fernandes Figueira se tornou uma espécie de manual para o “bom exercício” da maternidade nas primeiras décadas do século XX.  Lançada em 1910, teve ampla circulação no meio médico tornando-se uma referência para um novo modelo de maternidade e de infância no Brasil. Fernandes Figueira, médico formado pela Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro, especializado em pediatria, teve um grande papel na construção de políticas públicas de auxílio à maternidade e à infância na Primeira República. Assim, através do livro analisado, busca-se refletir de maneira introdutória, sobre o sofrimento supostamente recompensador da maternidade a partir de dois capítulos desta mesma obra. Ao tratar do debate médico acerca da maternidade e da gestação, também tratamos de uma articulação estabelecida entre a medicina e os discursos de modernidade. Nesse sentido, um modelo específico de mãe e de maternidade é criado e consolidado afim de promover um novo modelo de família e de sociedade.
Palavras-chave: Fernandes Figueira; Infância; Maternidade.

Arthur Caetano 

Resumo: O presente artigo busca discutir o uso de jogos como recurso lúdico ao processo de ensino-aprendizagem. Na presente proposta, buscaremos desenvolver a percepção temporal-espacial de nossos alunos sob parte da perspectiva “Oriental”. A atividade proposta para os alunos a partir do 6° ano do Ensino Fundamental e está delimitada na compreensão da cronologia tradicional chinesa com abordagens a partir das dinastias Xia, Shang, Zhou e Qin.
Palavras-chave: Ensino de História; Jogos; Oriente; Cronologia Chinesa.

Fernando Rodrigues Oliveira

Resumo: Com o passar dos tempos, a linguagem cinematográfica passou de mero entretenimento das massas a importante instrumento de conscientização e crítica. Diversos movimentos cinematográficos, como o neo-realismo italiano, o cinema revolucionário soviético, o expressionismo alemão e a nouvelle vague francesa conseguiram mostrar que, a partir de diversas proposições ideológicas que compõem a temática de determinadas produções, é possível apontar e difundir uma série de questionamentos referentes às mais variadas questões, principalmente as de ordem social.
Palavras-chave: cinema; escolas cinematográficas; rupturas.

Maria Joedna Rodrigues Marques 
José Rodrigues Filho

Resumo: Este trabalho tem como objetivo refletir sobre as concepções de patrimônio cultural no cenário brasileiro do século XX assim como problematizar as mudanças realizadas nas perspectivas das políticas patrimoniais no século XXI. Para isso, elencamos como exemplo o processo de patrimonialização da literatura de cordel pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). Ainda enquanto forma de contribuição acadêmica, destacamos a iniciativa da pesquisa “Sementes de Poesia: ações para registro e salvaguarda da literatura de cordel como patrimônio imaterial” que propõe articular o cordel ao ensino, pesquisa e extensão. A pesquisa em desenvolvimento na Universidade Federal de Campina Grande atua no registro da memória dos cordelistas, fortalecimento dos grupos representativos, aquisição de folhetos de cordel para a formação da Cordelteca do Centro de Formação de Professores da UFCG e realização de documentário com poetas, editores, xilografos e pesquisadores. Neste artigo dialogamos com a perspectiva do patrimônio, com autores como Ulpiano Toledo Bezerra de Menezes, Lucia Lippi Oliveira, e bibliografia complementar.
Palavras-chave: Literatura de Cordel; Patrimônio Cultural; Memória.

Renata Santos Maia

Resumo: Questionar por que os corpos são alvo de tanto interesse e do investimento de tantos discursos, é o começo para tentarmos entendê-los e enxergarmos as frestas pelas quais eles escapam do controle. Neste artigo são apresentadas algumas formas pelas quais os corpos podem ser percebidos e estudados, e as combinações de perspectivas que resultam na produção de “verdades” sobre eles.
Palavras-chave: Corpos; gênero; sexualidades.

Maykon Albuquerque Lacerda

Resumo: O presente artigo versa sobre às distintas concepções e problemáticas concernente ao Cangaço, bem como o protagonismo de Lampião e seu ingresso na vida de cangaceiro, constituído a partir da historiografia regional: influências, contradições e revisionismo, direcionado as temáticas sob a égide de construções místicas, estrutura coronelística, práticas discursivas, políticas raciais, produções histórico-culturais, além de um conjunto de representações do Nordeste; sobretudo, no que tange às relações de poder e redes de sociabilidades tecidas na espacialidade nordestina. Uma invenção regionalista-tradicionalista que visa legitimar uma tentativa de unidade e identidade de uma sociedade patriarcal, com suas peculiaridades e tipologias histórico-geográficas. Uma gestação articulada politicamente pelas elites agrárias do Norte do país, em prol da manutenção da ordem e hierarquia social na primeira metade do século XX. A própria(re)configuração do Cangaço e suas múltiplas dimensões, perpassam pelo viés de exaltação versus condenação frente aos dispositivos de repreensão da precoce República Brasileira, cuja jurisdição e atuação estatal era ausente ou inerte em terras inóspitas, hegemonicamente atrelada ao mandonismo senhoril.
Palavras-chaves: Cangaço; Lampião; invenção regionalista-tradicionalista

Kamile Aparecida Lemes de Lima de Almeida

Resumo: Está pesquisa está inserida no campo historiográfico da Nova História Cultural, utilizando-se da religião como a representação de um produto cultura. Está inserida também no campo historiográfico da Didática da História (pensar e pesquisar os conhecimentos históricos em todo o tecido social), permite-nos assim; entender a nossa problematização central: como a América Latina é representada em programas religiosos televisivos. Possuindo também como objetivo: compreender como a Cultura Histórica é apresentada para a sociedade em espaços sociais diversos, como família, escola, movimentos sociais, mídia (neste caso, especificamente os programas religiosos televisivos). Acompanhamos no período de 24 de agosto a 24 de setembro de 2017, os seguintes programas religiosos: Novena dos Filhos do Pai Eterno, Show da Fé, e Palavra amiga do Bispo Edir Macedo. Utilizamos como metodologia à análise de conteúdo proposta por Àrostegui, e como referencial teórico a noção de representação de Chartier.
Palavras chaves: Religião; programas televisivos; didática da história.

Vinícius Alves de Mendonça

Resumo: Está produção tem por objetivo realizar uma série de discussões sobre os grafismos corporais utilizados entre os indígenas Jiripankó, habitantes no município de Pariconha, alto sertão do Estado de Alagoas. A pintura corporal desenvolve no meio cultural do grupo um papel de contato entre seus membros e os espaços sagrados que lhes são comuns; sendo, portanto, passível de uma análise historiográfica junto a contribuição na escrita da história Jiripankó, através dos moldes da História Cultural e de uma História do tempo presente. Durante o desenvolvimento da pesquisa utilizamos as metodologias vinculadas à pesquisa de campo (OLIVEIRA, 2000), coletas de relatos orais na comunidade (ALBERTI, 2004), anotações em diários de campo e produção de fotografias complementando, em seguida, esse processo metodológico por uma descrição de caráter etnográfico explicativo (MALINOWSKI, 1976). Teoricamente o trabalho está embasado em autores como Candau (2016), Pollack (1992), Peixoto (2018) junto à revisão bibliográfica de pesquisadores como, Mendonça (2019), Silva (2015) e outros, logo buscamos possibilitar uma análise da pintura corporal enquanto parte da religiosidade dos indígenas e fonte de pesquisa.
Palavras-chave: História Cultural. Indígenas. Pintura corporal.

Isaias Holowate
 
Resumo: O presente artigo analisa a disputa discursiva entre o médico Francisco Barbosa Maciel e a redação do jornal ponta-grossense Diário dos Campos no Paraná, ocorrida no final de 1915 e primeira metade de 1916. Nessa disputa, concepções divergentes sobre o aprimoramento racial brasileiro foram colocadas em pauta. Publicadas em um meio noticiativo próprio, as representações defendidas apontam tanto para relações de poder entre os indivíduos que colaboravam e que se relacionavam no periódico quanto para apropriações próprias de textos científicos da daquele período pelos colaboradores do jornal e entusiastas do aprimoramento humano brasileiro. 
Palavras-chave: Apropriação; Diário dos Campos; Racialismo.

João Elter Borges Miranda

Resumo: O presente trabalho tem o objetivo duplo de analisar o processo histórico que perpassa o Brasil contemporâneo e, conjuntamente, situar historicamente o Movimento Brasil Live (MBL), apontando também alguns elementos da sua atuação e de suas premissas político-ideológicas. Através da investigação das transformações no capitalismo e no sistema político brasileiro, com atenção especial para o Golpe de 2016, buscou-se contextualizar o MBL na constelação de aparelhos privados de hegemonia que, no debate acadêmico progressista e crítico, tem analisado esse fenômeno entendendo-o como uma “nova direita” no Brasil; buscou-se, ainda, compreender os motivos pelos quais surgem na atual fase do capitalismo esses movimentos políticos de cunho conservador, dando enfoque no MBL. Assim, à luz do referencial gramsciano, objetivamos situá-lo teórica e historicamente, de modo a compreender o processo histórico de constituição desse aparelho de ação doutrinária, assim como alguns elementos das suas estratégias e táticas de atuação e as suas ligações nacionais e transnacionais. 
Palavras-chave: Movimento Brasil Livre; Aparelho privado de hegemonia; Ação doutrinária.

Ronaldo Manoel Silva

Resumo: Este artigo tem por objetivo analisar o processo inquisitorial da cristã-nova Mor Álvares, 65 anos de idade (em 1627), condenada pelo Tribunal do Santo Ofício à pena de morte pelo fogo, por crime de judaísmo. A partir de uma abordagem micro-histórica investigamos as peças judiciais do processo, centrando-nos nas acusações que pairavam sobre a ré e na sua defesa. Por fim, ressaltamos que a cristã-nova foi queimada na fogueira, tão somente, por afirmar que tinha “fé na Lei de Moisés”.
Palavras-chave: Inquisição portuguesa; Cristãos-novos; Crime de judaísmo.

Bruno José Yashinishi

Resumo: O presente artigo tem como objetivo geral traçar alguns apontamentos sobre a relação entre História e Cultura Material, tomada em sua dimensão historiográfica. Para tanto, no primeiro momento o texto propõe reflexões sobre os conceitos de “cultura”, entendido como modos de vida e de “experiência”, que se constrói no espaço das tensões da vida cotidiana, sendo que essas noções são fundamentais para compreender a transformação do ambiente e construção do mundo material pelo homem. No segundo momento serão apresentados fundamentos teóricos e metodológicos específicos sobre a Cultura Material e sua possível relação com a História. 
Palavras-chave: Cultura. Experiência. História e Cultura Material.

Daniel Henrique França Lunardelli

Resumo: Esse artigo tem como proposta pensar as possibilidades teórico-metodológicas para se produzir uma história global da canção. A princípio é possível vislumbrar uma história global da canção partindo de dois eixos: o primeiro é a própria canção, tendo em vista que as particularidades de sua estrutura e sua capacidade de transpor fronteiras possibilitam formas de consumo deslocalizadas e mundializadas. O segundo eixo diz respeito à indústria fonográfica. Acompanhar o seu desenvolvimento, as mudanças na estrutura e na organização da produção fonográfica nos permite verificar seu entrelaçamento com o movimento da globalização.
Palavras-chave: Canção; História Global; Indústria Fonográfica