Edição Sobre Ontens 2019/2

A Revista recebe artigos em fluxo contínuo.
Você pode enviar seu texto para análise ao longo de todo o ano!
Veja aqui como publicar.


Cibeli Grochoski

Resumo: Este artigo apresenta e discute os espaços de sociabilidade construídos e frequentados pela dita elite iratiense durante a década de 1960. Irati apesar de ser município pequeno era muito badalado, conhecido por seu clube de festas famoso “Clube do Comércio”, e pelo cinema “Cine Theatro Central”, que foi um dos primeiros do país. Nessa pesquisa além das pesquisas bibliográficas foi utilizada a metodologia da História Oral como fonte.
Palavras-Chave: Espaços de sociabilidade. Irati. Década de 1960. História Oral.

Jéfferson Balbino

Resumo: A História é uma ciência que têm como missão estudar toda a atividade humana ao longo do tempo. Partindo-se de tal pressuposto percebemos como a História enquanto ciência evoluiu. Ainda, fica perceptível as evoluções e questões ocorridas e concernentes no campo do ofício do historiador. Sendo assim, o presente artigo objetiva-se em discutir acerca do avanço da História enquanto ciência e o papel que foi imposto e/ou exercido pelo historiador à face do desenvolvimento dos estudos historiográficos. Para alcançar tal intento recorreremos a uma gama de estudiosos tais como: Maurice Halbwachs (1990), Eric Hobsbawm (1998), Marc Bloch (2002), Peter Burke (2011) e Antoine Prost (2012).
Palavras-chave: História; Evolução; Historiografia.

Leonardo Paiva Monte
Lilian Bento

Resumo: Este artigo pretende propor uma reflexão acerca das possibilidades de formatos pelos quais o conhecimento histórico é divulgado. Nestes termos, tratou-se de analisar uma historiografia transformada em história em quadrinhos. Como exemplo disto, considerou-se a obra “D. João Carioca”, publicada em 2007, trabalho em conjunto da historiadora Lilia Schwarcz e do ilustrador João Spacca. Buscou-se compreender como a narrativa histórica se coaduna com as imagens sequenciais em um formato de quadrinhos. Posto isto, destacaram-se algumas propriedades que caracterizam as histórias em quadrinhos e como são aplicadas à historiografia.
Palavras-chave: Historiografia; História em quadrinhos; Narrativa.

Mayara Aparecida Machado Balestro dos Santos
João Elter Borges Miranda

Resumo: Nos últimos anos temos acompanhado o avanço do pensamento da chamada “Nova Direita”, sendo algumas das manifestações desse reacionarismo o discurso de ódio sobre minorias, mulheres, movimentos sociais e sindicatos; a exaltação do mercado como espaço de realização das liberdades; a perseguição de professoras e professores e à liberdade de cátedra. Em tempos difíceis como o nosso, é mister a reflexão a respeito desse “refluxo” reacionário. No presente trabalho abordaremos o aparelho privado de hegemonia (exemplo disso são partidos, igrejas, jornais, revistas, sites na internet, ONGs) chamado Brasil Paralelo que produz uma série de documentários com o objetivo de constituir uma nova visão da história. Em nosso entender, a luta perpetrada pelo Brasil Paralelo pela hegemonia do que deve e não deve ser “educativo”, “ensinado” a respeito da história passada e presente, está relacionada a perpetração de um revisionismo histórico e também a uma atuação decisiva no âmbito ampliado do Estado, na medida em que se trata de uma estratégia de organização e ação orgânica de classe que culminou no golpe de 2016 e em seus desdobramentos atuais. Brasil Paralelo representa, neste sentido, a defesa de ideias autoritárias e de mudança de regras democráticas, procurando difundi-las no poder político.
Palavras-Chave: Brasil Paralelo; Nova Direita; Revisionismo.

Giovanni Fernandes Abreu de Oliveira
Wesley dos Santos Lima

Resumo: O presente artigo que se estrutura em forma de ensaio crítico, busca analisar três obras de autores consagrados no campo da Historia Medieval. Perpassando por Jean-Claude Schimtt, Witold Kula e Henri Pirenne, buscamos trazer nesta abordagem textual um apanhado de informações que apresenta um recorte curioso dos textos encontrados nas obras desses autores.  Destarte, a discussão em questão tece comentários que transcorrem entre o imaginário, a produção simbólica, a formação das cidades e a estrutura econômica destas.
Palavras-chaves: Medievo, Economia, Cidades.

Audrey Franciny Barbosa

Resumo: O presente artigo buscou analisar uma pequena parte da produção fotográfica de João Baptista Groff, partindo da perspectiva que o mesmo pode ser analisado enquanto uma figura da intelectualidade paranaense do início do século XX e cuja obra fotográfica foi potencial para a discussão da dimensão visual e das relações culturais do período em que foi produzida. Para tal, teve como objetivos: ressaltar de que maneira JB Groff pode ser entendido como uma figura intelectual; propor quais os motivos inserem a obra fotográfica de JB Groff no campo da produção intelectual; e compreender alguns dos aspectos que permeavam a produção visual de Groff – seus imperativos de produção, estética, consumo e circulação – e indícios do seu círculo cultural. Diante disso, a discussão pautou-se, sobretudo, nos estudos de Leclerc (2004) e Silva (2002) acerca da História Intelectual e dos intelectuais; Essus (2016), Kossoy (2014) e Rouille (2009) no que se refere aos usos e estatutos da fotografia; e Vieira (1998) e Galiginiana (2016) para as discussões relacionadas a figura de JB Groff.
Palavras-Chave: História Intelectual; Cultura visual; Fotógrafo-Intelectual; Representações visuais.

Isaias Holowate  

Resumo: O presente artigo investiga as representações discursivas sobre a situação sanitária de Ponta Grossa, no Paraná, publicadas no jornal Diário dos Campos, da referida cidade, entre os anos de 1908 e 1917. Para isso, busca levantar os desafios sanitários, os olhares e possibilidades aventadas pelos colaboradores do Diário dos Campos em relação a essa sociedade em transformação. Dessa forma, busca-se perceber no posicionamento dessa parte da população local, quais eram as suas representações sobre saúde e doença, seus temores em relação às endemias e epidemias e suas estratégias de combate a esses desafios sociais.
Palavras-Chave: Representações; Saúde; Sociedade.

Bruno José Yashinishi

Resumo: O presente artigo elucida a relação entre Cinema e História refletindo sobre as possibilidades de se tratar as narrativas cinematográficas como narrativas históricas. O objetivo principal é demonstrar que um filme pode ser tomado como fonte e objeto da História e sua narrativa pode ser tratada como uma narrativa histórica, ao passo que a linguagem cinematográfica pode organizar a consciência histórica. Os métodos adotados nessa pesquisa correspondem a revisões bibliográficas que tratam da relação entre o Cinema e a História, das narrativas históricas e cinematográficas e de suas possíveis aproximações. Este texto objetiva traçar possibilidades de se compreender a linguagem do cinema como discurso e representação que produza conhecimento histórico e intervenha no processo de ensino/aprendizagem da História, bem como novos sentidos à própria consciência histórica. Pretende-se também encarar as dificuldades e resistências quanto ao uso das fontes audiovisuais pelo historiador, oferecendo possibilidades teórico-metodológicas no ofício de fazer e compreender a História.
Palavras-chave: Cinema-História.  Ensino de História. Consciência histórica.

Leandro Braz da Costa

RESUMO: Este ensaio aborda um dos principais problemas inerente ao historiador-biógrafo no que tange às relações entre indivíduo e contextos históricos. Nesse sentido, procura apresentar, brevemente, possibilidades de abordagens teóricas que visam contribuir para o desenvolvimento de construções cognitivas da história por meio do protagonismo das trajetórias individuais, com enfoque em perspectivas relacionadas às memórias e as identidades.   
Palavras-chave: Biografia, memórias, identidades.

Estevam Henrique dos Santos Machado
Jéssica Santos da Silva
Mesaque Noronha da Silva do Nascimento

Resumo: O presente artigo tem o objetivo identificar os dados acerca da organização financeira da educação do Seminário de Olinda, instituição religiosa que teve sua atuação no século XIX. Para tais fins, foi realizada uma pesquisa qualitativa do tipo bibliográfica, por meio de produções que foram realizadas sobre a instituição, e documental, a partir dos Estatutos do Seminário Episcopal de Nossa Senhora da Graça da Cidade de Olinda, 1798, analisando- a organização e estrutura do Seminário.
Palavras-chave: Seminário de Olinda. Recursos Financeiros. História da Educação. Pernambuco

Fabiano Pio da Silva

Resumo: O presente trabalho faz referência às relações entre o Candomblé e o dinheiro no universo dos Barracões ou Terreiros, bem como a relação entre aqueles que integram o seio de uma família de santo, sejam estes pai ou mãe de santo e seus respectivos filhos. Assim sendo, foi colhida uma entrevista com uma senhora de 65 anos de idade que foi iniciada aos 18 anos por motivos de saúde e, desde então, ela, assim como a maioria dos adeptos da religião, se viu em situações as quais a fizeram caminhar por uma jornada de sacrifícios pessoais, negociando com patrões, a fim de ter condições financeiras para cumprir com suas etapas dentro do mundo do Candomblé.
Palavras chave: Candomblé, dinheiro, fé.

Fernanda Loch

Resumo: O presente artigo tem por objetivo analisar, com base nos pressupostos da história de gênero, e da historiografia sobre a maternidade e o amor materno, a obra “Livro das Mães”. O livro escrito pelo médico Fernandes Figueira se tornou uma espécie de manual para o “bom exercício” da maternidade nas primeiras décadas do século XX.  Lançada em 1910, teve ampla circulação no meio médico tornando-se uma referência para um novo modelo de maternidade e de infância no Brasil. Fernandes Figueira, médico formado pela Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro, especializado em pediatria, teve um grande papel na construção de políticas públicas de auxílio à maternidade e à infância na Primeira República. Assim, através do livro analisado, busca-se refletir de maneira introdutória, sobre o sofrimento supostamente recompensador da maternidade a partir de dois capítulos desta mesma obra. Ao tratar do debate médico acerca da maternidade e da gestação, também tratamos de uma articulação estabelecida entre a medicina e os discursos de modernidade. Nesse sentido, um modelo específico de mãe e de maternidade é criado e consolidado afim de promover um novo modelo de família e de sociedade.
Palavras-chave: Fernandes Figueira; Infância; Maternidade.

Arthur Caetano 

Resumo: O presente artigo busca discutir o uso de jogos como recurso lúdico ao processo de ensino-aprendizagem. Na presente proposta, buscaremos desenvolver a percepção temporal-espacial de nossos alunos sob parte da perspectiva “Oriental”. A atividade proposta para os alunos a partir do 6° ano do Ensino Fundamental e está delimitada na compreensão da cronologia tradicional chinesa com abordagens a partir das dinastias Xia, Shang, Zhou e Qin.
Palavras-chave: Ensino de História; Jogos; Oriente; Cronologia Chinesa.